O capítulo de Claymore este mês não traz muitas informações, são mostrados apenas dois acontecimentos em andamento, sendo estes; Alicia vs. Riful e Beth (possuída pela estaca-viva) vs. Priscilla.

As primeiras páginas nos mostram uma bela batalha entre Alicia e a senhora Abissal do Oeste, que, pelo visto, aproxima-se do fim, ao menos é o que parece, uma vez que está esgotada, sem energias sequer para regenerar-se, como também, diante o poder de Alicia, a número 1 da organização, se vê sem saídas.

09

Riful, diante a situação, chora pela sua falta de força, por sentir-se ridicularizada, e mesmo por estar em tal situação submetida por um semelhante. Duff, que até então estava quieto, apenas assistindo a luta, preocupado com a “esposa”, ao ver Riful chorar se enraivece e, tomado de ira, agarra uma das pernas de Alicia, dizendo que não irá perdoá-la por fazer Riful chorar, acontece que, neste momento, quando Alicia daria um fim a ele também, esta simplesmente perde o controle… começa a sofrer dada ao fluxo de youki que se torna instável mais uma vez, vendo isto, Riful percebe que Alicia luta para manter a consciência de sua irmã Beth, e vice-versa, mesmo esta última estando “possuída”. Diz também, Riful, que o repentino controle é por causa da luta que a n°2 da organização está travando, naquele momento, contra algo de imenso poder, Priscilla.

16-17

A cena muda então, então vemos Priscilla (antiga n°2) e a possuída Beth-monstro (atual? n°2) lutando. Contudo, Priscilla mostra-se despreocupada, como também imensamente superior ao perigo que a outra poderia lhe trazer. Pouco se importando com os ataques de Beth-monstro, ela vai até o monstro rapidamente e arranca-lhe um pedaço, experimentando do seu gosto, este que, por fim, diz não gostar. Então, para finalizar o capítulo, Beth-monstro se regenera e prepara-se para atacar novamente. Diante isto, Priscilla mostra-se indiferente, enquanto não muito longe, Alicia, é tomada pela conseqüências de se estar em deseqüilíbrio com a irmã.

31

Comentário:

Apesar de não trazer “nada novo”, gostei do capítulo, foi bom ver do que Alicia é capaz, lógico, sem estar despertada. Interessante ver a fragilidade da Riful diante a complicada situação também… a sempre zombeteira, sarcástica e inteligente Abissal do Oeste, enfim, mostra-se desesperada frente ao problema “visivelmente” impossível de se resolver. Priscilla ownante como sempre, infelizmente… até então ainda tinha esperanças de uma salvação para a Beth, mas depois dela aparecer, realmente, desisti. Por fim, e o que mais me intriga, esta relação, a habilidade entre as gêmeas… resumindo, existe algo que ainda me parece “inexplicável”, “estranho” entre elas… que as envolve… agora é saber o que é.🙂