Olá pessoal, mais uma vez venho aqui trazer as novidades acerca de Claymore, especificamente, o capítulo 95.

 

O capítulo começa com a aparição dos novos monstros nascidos a partir dos “projéteis” lançados por Luphaella (criatura que nasceu da fusão das irmãs Luciella e Raphaella). Clare, Deneve e Hellen são atacadas pelas criaturas e surpreendem-se ao notar que as mesmas não possuem um ponto fraco, pelo contrário, lutam incansavelmente até que suas energias esgotem, assim perdendo seus instintos destrutivos e caindo mortas. Porém, esses novos monstros podem lançar “projéteis” assim como os dos quais surgiram, roubando a energia do organismo que vierem a atingir, como Clare explica para as outras duas. Por sorte, Deneve ao ser acertada, arranca o seu próprio braço e logo mais o regenera, já que, a regeneração sempre foi o seu forte e também por ter liberado seu youki, este contido durante 7 anos.

18 

Agora ciente do que os monstros representam, as três guerreiras se vêem cercadas por vários destes e prontas para a batalha.

Com isso a cena muda para Riful que tenta fugir já em sua forma humana, enquanto carrega o ferido Duff pelos cabelos. Este pede para que ela o abandone ali, uma vez que, ela precisa ser mais rápida, caso contrário os encontrarão e de nada terá adiantado fugirem do local da batalha. A senhora Abissal do Oeste manda seu companheiro calar a boca e prossegue com a fuga, porém, é interceptada por algumas Devoradoras de Abissais que os perseguiam. Sem muita dificuldade, mas com pouco youki, consegue dizimá-las rapidamente, contudo, não é o suficiente, já que, mais Devoradoras aparecem.

 24

Riful se irrita com a situação e antes de tomar qualquer atitude se assusta ao notar as recém-chegadas serem facilmente esquartejadas. Então se depara com Alicia despertada e pergunta a esta o que acontece, até porque as Devoradoras estavam do lado da guerreira da organização e agora ela simplesmente as tinham destruidas.

Para a surpresa da Abissal do Oeste, ao prestar mais atenção na situação da guerreira à sua frente, percebe nesta algumas transformações, como parte de sua face retornando à forma humana e outra ainda na despertada, assim como o restante do corpo completamente desestabilizada. Riful não entende e logo a cena muda para o local onde antes elas batalhavam. Então aparece Beth, aquela que controla o despertar de sua irmã Alicia através da ligação de almas (soul-link).

29

 

 A guerreira está sentada e encostada sobre alguns rochedos com um enorme projétil (daqueles lançados por Luphaella) enterrado em seu ventre, aparentemente desmaiada, causando assim a variação no despertar e consciência de Alicia. Não o bastante, o projétil começa a tomar forma e fazer contato, interagir-se com o corpo de Beth, a guerreira mostra reações de dor na mesma hora e o capítulo termina com uma suposta morte/abdução dela.

Comentários:

 Gostei muito do capítulo. Apesar de ainda achar estranha essa história de Luphaella, as verdadeiras intenções dela, estes projéteis que lançou e se tornaram monstros, algum tipo evoluído de youma, tudo parece estar caminhando para uma finalização do mangá. Todas as guerreiras se reunindo, as armas supremas da organização perdendo o seu controle, Priscilla e Raki próximos, enfim, tudo se centrando em um local. Uma briga muito boa está por vir, só espero que o Yagi não estrague tudo agora. Falando nisso, estou curioso quanto ao que acontecerá com Alicia e Beth, principalmente. Pelo que deu a entender, além de roubar a energia dos corpos que entra em contato, os projéteis também podem possuí-los(?), o que me leva a crer que provavelmente teremos não somente uma louca-guerreira-despertada à solta, digo Alicia, mas também sua irmã gêmea Beth. Dois perigos eminentes e a níveis abissais plus. Agora é esperarmos o próximo capítulo. Abraços!