02-03

E felizmente, a verdadeira batalha começa. O capítulo 94 de Claymore nos traz algumas novidades. Inicia-se com Alicia e Beth encontrando Duff e Riful, isto juntamente das Devoradoras de Abissais. Entretanto, antes mesmo que Riful tentasse se colocar por dentro da situação, Alicia se transforma em uma despertada. Porém, através do Sou Link com sua irmã, Beth, a primeira continua consciente de suas ações e ataca velozmente Riful. Esta por sua vez, desperta antes que tenha mais problemas. 14

Alicia se desvia com maestria dos ataques mortais da senhora Abissal do Oeste, mas é “golpeada” por Duff que simplesmente a amassou com toda sua força. Para a surpresa de Riful e desespero de Duff, o despertado tem seu braço dilacerado pelas lâminas de Alicia. Neste momento Riful começa a se lembrar das experiências da organização realizadas em Luciela e Raphaela, experiências que falharam e resultaram no despertar da primeira. Contudo, agora na sua frente e a combatendo, vê finalmente o resultado de tanto esforço da organização… Começa a finalmente processar o perigo que Alicia e Beth representam. Tentando revidar, observa que Beth está parada desde o começo da batalha, provavelmente concentrando-se para não deixar com que a sua irmã (Alicia) perca a consciência, então grita para que Duff a acerte. Então acontece que os surpreendendo novamente, Beth esquiva-se dos golpes desferidos, pelo despertado, facilmente e sem perder o controle sobre o corpo da irmã. Logo em seguida a direção da história muda. Temos Clare aos pés de “Luphaela” (despertado que nasceu da fusão das irmãs Luciela e Raphaella). Clare também não consegue acreditar no que pode sentir, isto em relação às super gêmeas da organização que travam uma batalha com Riful não muito longe dali. O que mais a surpreende é saber sobre os experimentos da organização sobre as gêmeas, isto graças às memórias adquiridas de Raphaela. Em seguida vemos Clare se esquivando de um ataque de Luphaela. 20Logo mais algumas “ramificações” começam a nascer das duas bocas de Luphaela, formando uma auréola sobre sua cabeça (ao menos é o que parece), porém, esta mesma auréola começa a atirar estacas por todas as direções, parecendo até serem direcionadas. Deneve e Hellen que logo chegam até onde Clare está conseguem escapar das estacadas. Mais ao longe, Yuma e Cynthia também sentem o perigo, então Yuma agarra Cynthia (esta que ainda está fragilizada por causa da energia que gastou ajudando Yuma a regenerar sua perna) e fogem dali, esquivando-se também das estacas. Não muito longe tanto Duff quanto Riful são acertados pelo ataque de Luphaela e impressionantemente, Alicia desvia de todos os ataques, saindo ilesa. Em outra região daquele continente, mais precisamente onde Raki e Priscila estão, estacas começam a cair do céu também, destruindo partes do vilarejo e matando alguns cidadãos. Raki sem entender indaga Priscila sobre o que seria aquilo, na mesma hora, a pequena o puxa, salvando-o de uma que passou de raspão por suas costas.

 31Enfim, o capítulo termina com as mesmas estacas, estas que Luphaela projetou em várias direções, transformando-se, algo como criando vida própria. Fica em questão também a preocupação e desespero de Clare ao sentir aquela transformação, ao ver aquilo. Provavelmente o terror vai começar e veremos do que realmente o monstro “Luphaela” é capaz.

 

 

Comentário:

Claymore como sempre me deixando com a pulga atrás da orelha. Luphaela sem sombras de duvidas é muito poderosa, porém, o que essas estacas que ela lançou em várias direções são na realidade? Miniaturas? Haha! É esperar o próximo capítulo para descobrir. Mas, enfim, ver Alicia e Beth finalmente em combate valeu, esperava por isso fazia tempos. Para quem depositava confiança nas gêmeas da organização (assim como eu), deve estar vibrando de alegria, rs. Bom, até mais para vocês, abraços.